Pensões cortadas em 10% com fator de sustentabilidade

A aplicação do fator de sustentabilidade - que indexa o aumento da esperança média de vida ao cálculo das pensões - a quem se aposentou a partir de 2000 provocaria um corte de 10% nas reformas. Esta solução é defendida pelo FMI no relatório sobre a redefinição e redução das funções do Estado e permitiria descer esta despesa de 500 a 800 milhões de euros por ano.

O fator de sustentabilidade é hoje aplicado às pessoas que se reformaram a partir de 2008, sendo que todos os anos este é recalculado de forma a refletir o aumento da esperança média de vida aos 65 anos. A fórmula em vigor faz que, quem se esteja a reformar em 2013, conte à partida com um corte de 4,78% no valor da sua pensão. Um ano antes, a redução da pensão por esta via foi de 3,92%.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Brexit

"Não penso que Theresa May seja uma mulher muito confiável"

O diretor do gabinete em Bruxelas do think tank Open Europe afirma ao DN que a União Europeia não deve fechar a porta das negociações com o Reino Unido, mas considera que, para tal, Theresa May precisa de ser "mais clara". Vê a possibilidade de travar o Brexit como algo muito remoto, de "hipóteses muito reduzidas", dependente de muitos fatores difíceis de conjugar.