Pensões cortadas em 10% com fator de sustentabilidade

A aplicação do fator de sustentabilidade - que indexa o aumento da esperança média de vida ao cálculo das pensões - a quem se aposentou a partir de 2000 provocaria um corte de 10% nas reformas. Esta solução é defendida pelo FMI no relatório sobre a redefinição e redução das funções do Estado e permitiria descer esta despesa de 500 a 800 milhões de euros por ano.

O fator de sustentabilidade é hoje aplicado às pessoas que se reformaram a partir de 2008, sendo que todos os anos este é recalculado de forma a refletir o aumento da esperança média de vida aos 65 anos. A fórmula em vigor faz que, quem se esteja a reformar em 2013, conte à partida com um corte de 4,78% no valor da sua pensão. Um ano antes, a redução da pensão por esta via foi de 3,92%.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.