'O que estamos a fazer devia ter sido feito há 12 anos'

O antigo ministro das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, afirmou que o processo de reformas que está a ser feito em Portugal "devia ter sido feito há 12, 13, 14 anos atrás", acrescentando que o de ajustamento era mesmo inevitável.

"Logo no final dos anos 1990, início do novo milénio, este devia ter sido o tipo de políticas a seguir", afirmou Teixeira dos Santos, numa entrevista ao Jornal de Negócios. O ex-ministro das Finanças defende que "não houve empenho político suficiente para promover as políticas ou as reformas estruturais indispensáveis aos reforço da competitividade".

Exclusivos