IMI e imóveis de luxo vão render mais 82 milhões do que prevê o Governo

As mudanças no IMI e a aplicação de uma taxa especial de Imposto de Selo sobre os imóveis de valor superior a 1 milhão de euros vão permitir um encaixe adicional de receita da ordem dos 667 milhões de euros em 2013, segundo prevê no Fundo Monetário Internacional do seu relatório sobre a 5ª avaliação a Portugal. O valor supera em 80 milhões de euros as previsões que o Governo incluiu no Orçamento do Estado.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.