Gaspar no FMI quer subir impostos da energia

Ex-ministro dá a cara por estudo que propõe que todos paguem mais pelas atividades poluentes. Portugal já está a trabalhar nisso

O primeiro trabalho de Vítor Gaspar como diretor de assuntos orçamentais do Fundo Monetário Internacional (FMI) foi dar a cara por um estudo de quase 200 páginas sobre como aumentar os impostos da energia que recaem sobre "famílias e empresas", incentivar as boas práticas ambientais e aumentar a eficiência dos sistemas fiscais, onerando a poluição.

Ler mais

Exclusivos