Gaspar lembra que bisavô de Ferreira Leite não quis pagar a dívida

Vítor Gaspar recordou, num debate entre vários ministros das Finanças em que participa Manuela Ferreira Leite, que o bisavô da ex-ministra recusou um acordo com os credores no final do século XIX, o que agravou ainda mais a grave crise em que o país se encontrava.

No Fórum das Políticas Públicas, que decorre no ISCTE, em Lisboa, Gaspar, um defensor acérrimo da ortodoxia monetária, que está em trânsito para um lugar de topo no FMI, fez críticas duríssimas ao antepassado de Manuela Ferreira Leite, que estava à sua frente no painel.

José Dias Ferreira, que foi presidente do conselho de ministros na altura da bancarrota de finais do século XIX (de 1892 a 1893), foi na opinião de Gaspar quem espoletou o incumprimento soberano do país pois "Dias Ferreira rejeitou o convénio com os credores proposto por Oliveira Martins [o ministro da Fazenda ou das Finanças na altura]". "A resposta de Dias Ferreira foi que não se devia pagar", atirou. Na sequência de uma grave crise financeira, a bancarrota de Portugal haveria de acontecer em 1892. O governo cairia no ano seguint

Ler mais

Exclusivos