"Estou surpreso" com o chumbo do Governo à proposta

Germán Efromovich, dono da Synergy, única candidata à compra da TAP, ficou surpreendido com o chumbo do governo à sua proposta à privatização da companhia aérea portuguesa, invocando como motivo a falta de garantias de financiamento.

Em declarações ao Expresso, Efromovich admitiu acreditar que o negócio estava praticamente feito. "Estou surpreso. Eu não posso pagar por algo antes, enquanto do outro lado não disserem que topam", disse. Se o motivo da recusa "foi mesmo a falta da garantia", o empresário diz que se trata de um equívoco.