Grandes fortunas da Bolsa engordam 336 milhões

A Bolsa não para de subir desde o arranque do ano e está a engordar as grandes fortunas em Portugal - sete dos maiores acionistas das empresas cotadas ganharam já 336 milhões de euros apenas à conta da valorização dos seus investimentos.

Américo Amorim e Belmiro de Azevedo juntaram mais alguns milhões à conta pessoal; Alexandre Soares dos Santos, o patrão da Jerónimo Martins, foi o único a ver a sua riqueza diminuir.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG