Governo cria tarifa social para electricidade e gás

O Governo prevê gastar 5 milhões de euros em apoios "às famílias vulneráveis" no âmbito das tarifas sociais de gás e electricidade, anunciou hoje o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira.

"O Governo vai destinar 5 milhões de euros de apoio às famílias vulneráveis, nomeadamente na electricidade e no gás", disse o governante na Comissão de Economia e Obras Públicas.

O ministro, que tem a seu cargo as pastas da Economia, Transportes e Obras Públicas e Trabalho, esclareceu que destes 5 milhões de euros, "mais de 4 milhões de euros destinam-se em apoios à electricidade e 800 mil euros ao gás".

Esta manhã, Álvaro Santos Pereira anunciou que a tarifa social de electricidade iria beneficiar cerca de 700 mil famílias de baixo rendimento.

De acordo com o avançado pelo ministro, esta tarifa social abrangerá 700 mil pessoas na electricidade e 150 mil no gás.

O ministro avançou ainda que a medida estará pronta em Dezembro, mas não adiantou mais detalhes.

Esta medida surge no seguimento do fim das tarifas reguladas, cujo calendário foi aprovado na semana passada em conselho de ministros, e que permitirá que todos os utilizadores de electrcidade e gás estejam no mercado livre de energia, ou seja, onde os preços são definidos pelos fornecedores do mercado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG