Governo avança com corte nas pensões em janeiro

A convergência do regime da Caixa Geral de Aposentações (CGA) com a Segurança Social vai obrigar a um corte nas pensões do Estado. O Governo já garantiu que os rendimentos até 600 euros estão protegidos, mas isto só aumentará a fatura a pagar pelas reformas acima desse valor.

Para que a poupança do Executivo possa ser de 470 milhões de euros, como previsto na carta à troika, os rendimentos acima dos 600 euros podem levar um corte até 15%, tendo em conta que o encargo anual da CGA com pensões ultrapassa os oito mil milhões de euros e que a pensão média dos ex-funcionários públicos ronda os 1200 euros.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG