Folga de 1440 milhões no défice serve para ano difícil

A execução orçamental do primeiro trimestre, que acaba de ser divulgada, apresenta uma folga "significativa" na ordem dos 1437 milhões de euros, mas que deverá ser consumida ao longo do segundo semestre deste ano, o período mais exigente para as contas públicas.

De acordo com os números da Direção-Geral do Orçamento (DGO), "o saldo de caixa relevante [mas que não conta para o défice em contabilidade nacional definido pelo INE/Eurostat] para os objetivos do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro situou-se em -463 milhões de euros até março, valor significativamente inferior ao limite estabelecido no PAEF para o primeiro trimestre".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG