FMI entra na polémica e defende EUA contra a Alemanha

O Fundo Monetário Internacional (FMI) apoiou o Departamento do Tesouro dos EUA, na crítica que fez aos países excedentários da Zona Euro, como a Alemanha, ignorando o auto elogio alemão de que a as fortes exportações seriam um sinal de robustez económica.

Depois de, na quarta-feira, o Departamento do Tesouro norte-americano ter culpado os países excedentários da Zona Euro, por não reduzirem os seus superavits e incentivarem a procura interna, e depois de, na quinta-feira, a Alemanha ter contra-atacado essas declarações, afirmando que os EUA deviam analisar a sua própria situação económica, agora é a vez do FMI entrar na discussão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG