Fim de contratos a prazo é para avançar com urgência

O Ministério das Finanças quer que os serviços acelerem a dispensa de trabalhadores com contrato a termo para chegarem ao final do ano com a meta de redução de pelo menos 50% definida no Orçamento.

Para já, refere um documento interno das Finanças, os dados relativos aos primeiros meses do ano mostram que há risco de incumprimento daquele objetivo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG