Cortes da era Sócrates afetam 400 mil na função pública

O diploma ontem aprovado inclui cortes salariais, o esquema de reversão e as orientações para a nova tabela remuneratória

O Governo vai reintroduzir ainda este ano os cortes salariais quevigoraram de 2011 a 2013 e que incidem sobre remunerações acima de1500 euros mensais. A medida vai abranger cerca de 400 milfuncionários - menos 200 mil do que agora - e o seu efeito apenasterminará em 2019, ano em que se prevê que a reversão do cortechegue aos 100%.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG