Bruxelas ainda não se compromete com mais tempo para Portugal

A Comissão Europeia não garante que Portugal possa sair da sétima avaliação regular com mais tempo para cumprir as metas. O porta-voz de Olli Rehn considera que os dados da economia são "decepcionantes" e garante, sim, que as novas linhas macroeconómicas vão estar em cima da mesa na sétima avaliação do programa de ajustamento.

Em declarações à Renasncença, o porta-voz do Comissário Europeu para os Assuntos Económicos e Monetários garante que a contracção mais acentuada da economia portuguesa e a consequente revisão em baixa das previsões para este ano, antecipada hoje pelo ministro das Finanças, Vítor Gaspar, vai estar no centro das atenções dos representantes das três instituições internacionais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG