BlackBerry e Boeing desenvolvem telemóvel que se autodestrói

"Boeing Black" vai ser promovido junto de agências governamentais e outros profissionais com necessidade de manter comunicações secretas.

O design não vai ser tão sexy como o de um iPhone ou Galaxy, mas a ideia deste smartphone não é fazer vista nem ser campeão de vendas. O "Boeing Black" é um novo telemóvel inteligente que está a ser desenvolvido pela BlackBerry e pela Boeing, com uma característica muito específica: autodestrói-se se a sua segurança for comprometida.

"Temos o prazer de anunciar que a Boeing está a colaborar com a BlackBerry para oferecer uma solução móvel segura para aparelhos Android utilizando a nossa plataforma BES 12. E isso é tudo o que me deixam dizer por agora", revelou o CEO da BlackBerry, John Chen, durante a conferência sobre os resultados trimestrais da fabricante canadiana. Os números voltaram a ser negativos, embora com uma redução das perdas, mas Chen mostrou-se otimista quanto ao futuro. Projetos como o do Boeing Black capitalizam na boa reputação da BlackBerry na área da segurança, algo que a marca quer explorar mais no futuro.