BCE coloca interesse dos bancos à frente dos países

Joseph Stiglitz deixou hoje muitas críticas ao papel desempenhado pelo Banco Central Europeu (BCE) durante a crise da dívida. O prémio Nobel da Economia acusou a instituição europeia de "colocar os interesses dos bancos à frente dos países".

"O BCE tem uma mentalidade de fundamentalista de mercado", afirmou, durante a sua intervenção no Congresso anual da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED). "O BCE concentra-se apenas na inflação. A Fed [Reserva Federal norte-americana] tem de olhar para a inflação, o crescimento e o emprego. O BCE tem-se concentrado nos bancos, mas tem de passar a concentrar-se no bem-estar dos europeus."

Exclusivos