BCE avisa: reformas anunciadas são para sair do papel

As sucessivas reformas estruturais anunciadas pelo Governo nos últimos três anos foram importante, mas são para sair do papel e para aplicar em termos "efetivos" no país, avisou hoje o Banco Central Europeu (BCE).

A instituição de Frankfurt aperta o cerco, juntando-se assim às críticas do Fundo Monetário Internacional (FMI) e da Comissão Europeia (CE).

No relatório anual de 2013, hoje publicado, o BCE diz em nome próprio que "o progresso em termos de reformas estruturais permaneceu globalmente em linha com a condicionalidade do programa. A maior parte da legislação relativa às políticas nos mercados de trabalho e do produto incluída no programa encontra-se atualmente em vigor".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG