Barclays não sai de Portugal mas fecha 60 balcões

O Barclays não vai sair de Portugal, pelo menos para já não é esse o plano. A garantia foi dada por Claudio Corradini, CEO do Barclays Retail and Business Banking (operação de retalho) na Península Ibérica. Mas vai reduzir 350 a 400 trabalhadores.

"O Barclays decidiu continuar a investir em Portugal, implementando uma estratégia que acenta no segmento 'premier'", explicou Claudio Corradini, numa conversa com jornalistas.

O Barclays vai implementar um plano que arranca hoje e que prevê "que o banco seja rentável até 2016", revelou o responsável pelo retalho.

O objetivo do Barclays é conseguir gerar valor para que, em 2016, se possa optar por uma das duas possibilidades: ou vender ou manter a operação, uma vez que já será rentável e o impacto que tem no grupo é marginal.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG