Asfixia de crédito ao sector privado vai ser bem pior

A contração do crédito ao sector privado está a ser e vai ser bem mais violenta do que se pensava há três meses, indica o Fundo Monetário Internacional (FMI).

No seu relatório da quinta avaliação ao programa de ajustamento de Portugal, o FMI diz agora que a quebra no crédito bancário total concedido ao sector privado (empresas e famílias) será de 4,6% este ano, continua no vermelho com -3,2% em 2013 e estará ainda a afundar 1,3% no final de 2014. Só em 2015 é que haverá um pouco mais de oxigénio no financiamento bancário para os privados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG