As cinco principais novidades

1.Criação de um imposto de valor correspondente ao corte de 50% do subsídio de Natal nos rendimentos superiores ao salário mínimo.

2.Corte da despesa do Estado no valor de 800 milhões de euros, uma dimensão "de igual grandeza" ao resultado da criação do novo imposto.

3.Antecipação da privatização da REN e da EDP para o 3º trimestre do ano.

4.Além da REN e da EDP, as privatizações da Galp, CP, CTT e a parte seguradora da CGD estão em cima da mesa.

5.Redesenho do modelo de avaliação dos professores, sem comprometer os resultados já obtidos mas retirando o carácter "muito burocrático" do processo.

Leia mais em Dinheiro Vivo, a sua nova marca de economia

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG