Álvaro defende baixa do IRS "assim que possível"

Depois de Paulo Portas ter ontem deixado uma porta aberta para uma descida do IRS, o ministro da economia sublinha que esta tem de acontecer "assim que seja possível".

Em declarações aos jornalistas depois de três horas de reunião com os 16 maiores empresários do País, Álvaro Santos Pereira explicou que já defende "há muitos meses que nos próximos anos temos de fazer três grandes coisas ao nível governamental que é cortar na burocracia, cortar nos impostos e cortar nas taxas".

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG