Afinal o governo paga ou não o subsídio? Veja tudo aqui

A história começa em outubro, quando, na proposta de lei do Orçamento do Estado, o Governo decidiu suspender parcialmente o subsídios de férias dos funcionários públicos com salário entre os 600 e os 1100 euros mensais e totalmente acima deste valor.

Junto dos reformados, a lógica era idêntica, mas todos receberiam pelo menos 10%. Uns meses depois, o Tribunal Constitucional chumbou estes artigos, obrigando a repor esta remuneração. O Governo acatou a decisão do TC, mas vai pagar em datas diferentes do habitual. Conheça o calendário definido pelo Governo:

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG