18% do Programa de Emergência Social paga pensões mínimas

O governo estima alocar 400 milhões de euros ao Programa de Emergência Social (PES) no primeiro ano de aplicação, dos quais 70 milhões de euros servirão para financiar o aumento das pensões mínimas, cerca de 18% do PES.

"Estamos a falar de pensões mínimas, rurais e sociais, no valor de 247, 227 e 189 euros, respectivamente", esclareceu o ministro da Solidariedade e da Segurança Social, durante a apresentação do PES na Misericórdia da Amadora.

Os 400 milhões de euros de financiamento não serão nova despesa, mas apenas o realocação de recursos já existentes, tendo portanto um impacto nulo no défice.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG