Descida na taxa de juro é arma para combater recessão

Mario Draghi, o novo presidente do BCE, surpreendeu mercados com uma redução dos juros para 1,25%. É a resposta ao agravar da crise provocada pela Grécia, cujo Governo está à beira do colapso.

Na sua primeira reunião de política monetária, Mario Draghi, o presidente do Banco Central Europeu (BCE), surpreendeu tudo e todos e desceu a taxa de juro da Zona Euro de 1,50% para 1,25%. É a primeira descida desde Maio de 2009. A justificação é a necessidade de estimular a economia europeia, a caminho de nova recessão. Mas é também uma resposta clara à crise gerada pelo caos na Grécia, onde o primeiro-ministro Papandreou esteve à beira da demissão. Para já, esta descida é uma boa notícia não só para os bancos, que terão acesso a financiamento mais barato, como para as famílias com empréstimos.

Leia mais no e-paper do DN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG