Corte de subsídios é "claramente" temporário

O corte dos subsídios de Natal e de férias a funcionários públicos e pensionistas em 2012 e 2013 é "claramente" temporário, garantiu hoje o ministro das Finanças, Vítor Gaspar.

Durante uma conferência de imprensa em Lisboa, Gaspar disse que a consolidação orçamental terá de ser feita através de medidas "estruturais" e não "extraordinárias".

Interrogado por jornalistas sobre se a eliminação dos subsídios é "temporária", Gaspar disse: "A resposta é claramente que sim."

O ministro disse ainda que esta é a posição que o Governo assumiu desde início.

"Isso sempre foi explícito. A formulação que eu uso tipicamente é que o corte dos subsídios terá a duração do programa de ajustamento económico e financeiro", isto é, até ao final de 2013.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG