Comissão europeia teme por estabilidade na Zona Euro

A crise política portuguesa pode minar a estabilidade financeira não só de Portugal mas de toda a Zona Euro, admitiu hoje à Lusa em Bruxelas fonte da Comissão Europeia.

Na cimeira europeia de dois dias que se inicia às 17:00 de hoje em Bruxelas (16:00 em Lisboa), os 27 esperam que o primeiro-ministro, José Sócrates, "clarifique os próximos passos" que Portugal vai dar para sossegar os parceiros europeus e sobretudo os mercados financeiros, segundo a mesma fonte.

O problema principal é que Sócrates apresentou um pacote de medidas adicionais que "hoje já não existe", por ter sido recusado pelo Parlamento, na quarta-feira, levando o primeiro-ministro a pedir a demissão. Segundo esta fonte da Comissão Europeia, que preferiu não ser identificada, "há muitas incertezas" relativamente à forma como Portugal vai corrigir a situação.

Fontes diplomáticas europeias manifestaram, na quinta-feira, a "esperança" de que os principais partidos da oposição portuguesa, uma referência a pensar no PSD, confirmem a sua disposição em cumprir os objetivos orçamentais já assumidos pelo Governo até 2013.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG