Católica prevê que défice chegue aos 7,5%

A Faculdade de Economia da Universidade Católica Portuguesa prevê que o défice das contas públicas chegue a 7,5 por cento do Produto português e que o endividamento ultrapasse os 100 por cento num contexto de melhoria dos restantes indicadores económicos.

"O défice orçamental em 2009 deve situar-se entre os 6,5 por cento e os 7,5 por cento do PIB, enquanto o endividamento externo supera já os 100 por cento do PIB, impulsionado em larga medida pelo aumento da dívida pública", diz a Folha Trimestral de Conjuntura, hoje divulgada.

Portugal, continua o relatório, deve "abster-se de novos estímulos orçamentais, até no sentido de garantir que os estabilizadores automáticos - mecanismos "automáticos" de estímulo à economia - funcionem adequadamente nos próximos trimestres", continua o relatório, que apresenta previsões mais favoráveis para a evolução da riqueza nacional.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG