Bruxelas não está a par de "novas decisões" sobre TGV

A Comissão Europeia não confirma a informação divulgada pelo ministério das finanças sobre a ligação de alta velocidade entre Lisboa-Madrid e "não está a par de qualquer decisão recente" em relação à atribuição aos fundos de coesão, para à construção da linha.

Fontes contactadas em Bruxelas pelo DN/Dinheiro Vivo confirmam que "não haverá "dinheiro novo" para o TGV", no âmbito das verbas alocadas à Rede Trans-Europeia de Transportes, assim como "não há decisões novas tomadas recentemente sobre este projecto".

Ontem, o gabinete de Vitor Gaspar fez circular um comunicado, no qual salientava o aumento "significativo" da comparticipação comunitária. Mas, esta proposta já tinha avançado em 2011, por iniciativa do executivo comunitário.

"Possivelmente" as verbas distribuídas para a adaptação da rede feróviária à alta prestação "poderão" atingir os 85 por cento, adiantou fonte comunitária. Mas, esta decisão ainda não está tomada, uma vez que as verbas se enquadram no próximo quadro financeiro para o periodo 2014 a 2020, que é debatido nesta quinta e sexta-feira, em Bruxelas.

Esta fonte salienta que Portugal já viu "as verbas reduzidas no ano passado" devido aos atrasos verificados, acrescentando ainda que, por isso "nem todo o co-financiamento poderá ser gasto".

A modernização da rede ferroviária europeia através do CEF (Connecting Europe Facility) foi aceite pelos ministros dos transportes da União Europeia, em Outubro de 2011, numa reunião em que defenderam "a melhoria da infra-estrutura de transporte, especialmente através de uma melhor ligação das infra-estruturas" e "o aumento da interoperabilidade dos sistemas ferroviários".

Exclusivos

Premium

Liderança

Jill Ader: "As mulheres são mais propensas a minimizarem-se"

Jill Ader é a nova chairwoman da Egon Zehnder, a primeira mulher no cargo e a única numa grande empresa de busca de talentos e recursos. Tem, por isso, um ponto de vista extraordinário sobre o mundo - líderes, negócios, política e mulheres. Esteve em Portugal para um evento da companhia. E mostrou-o.