Bruxelas discorda de argumentos da S&P para baixar 'rating' da UE

A Comissão Europeia sublinhou hoje que duas das principais agências de notação mantêm a nota de "AAA" para a União Europeia (UE) e discordou dos critérios da Standard & Poor's (S&P) para a revisão em baixa para "AA+".

"A Comissão discorda da S&P de que as obrigações dos Estados-membros para com o Orçamento [da UE] são questionáveis, numa cenário de stress", considerou o comissário europeu para os Assuntos Económicos e Financeiros, Olli Rehn.

O comissário referiu também que "todos dos Estados-membros entregaram sempre, na totalidade e a horas o seu contributo para o Orçamento, mesmo durante a crise financeira".

Bruxelas sublinhou "que o 'rating' [avaliação] da UE nas duas outras principais agências, Fitch e Moody, mantém-se 'AAA'".

A agência de notação financeira Standard & Poor's (S&P) baixou hoje a nota da UE de "AAA", a melhor da sua classificação, para "AA+", com perspetiva estável, na sequência das divergências registadas nas discussões orçamentais.

Ao referir que a nota da UE tem uma perspetiva estável, a S&P indica que não tem a intenção de a voltar a modificar a médio prazo.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG