Apple investigada em Itália por alegada fuga ao fisco

A Apple está sob investigação em Itália, por alegadamente não ter declarado mais de mil milhões de euros ao fisco, reportaram hoje vários meios de comunicação italianos.

Os procuradores de Milão acusaram o fabricante do iPhone e do iPad de ter escondido 206 milhões de euros em 2010 e 853 milhões em 2011, adiantou o magazine L'Espresso, no seu sítio na Internet.

A subsidiária italiana da Apple é acusada de ter registado alguns dos seus lucros na subsidiária Apple Sales International, que está baseada na Irlanda, o que lhe permitiu reduzir o rendimento coletável em Itália, adiantou a publicação.

Fontes judiciais, citadas pela agência noticiosa italiana Ansa, informaram que vários investigadores já estiveram nos escritórios milaneses da empresa e que duas pessoas estão sob investigação.

Exclusivos