Amy Pascal deixa copresidência da Sony Pictures

Após os ataques informáticos à Sony, aquela que é uma das mais poderosas e bem sucedidas empresárias norte-americanas deixa o cargo.

Amy Pascal vai deixar a copresidência da Sony Pictures, apenas dois meses depois dos ataques informáticos à Sony que denunciaram troca de e-mails embaraçosos. A empresária, uma das mais bem sucedidas e poderosas dos Estados Unidos, vai dar início a uma nova produtora da Sony.

Pascal garante num comunicado que a transição para a nova produtora estava a ser discutida há "já algum tempo", o que parece querer passar a mensagem de que a sua saída nada tem a ver com o ataque informático, que tornou públicos alguns e-mails da empresária em que esta fazia piadas racistas, nomeadamente acerca do presidente Barack Obama.

O ciberataque foi, na época, atribuído à Coreia do Norte.

Amy Pascal diz no comunicado que deixa o estúdio "em boas mãos", mas a Sony ainda não divulgou quem ficará no cargo.

A empresária vai iniciar em maio o seu novo projeto de produção, o qual estará direcionado para cinema, televisão e teatro. Com base num acordo de quatro anos, a Sony Pictures vai financiar o projeto ficando em troca com os direitos de distribuição dos produtos financiados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG