185 ME recuperados até Maio em cobrança de dívidas

A Segurança Social recuperou até maio 185 milhões de euros na sequência de acções de cobrança de dívidas, registando uma taxa de crescimento de cerca de 12 por cento face ao período homólogo, segundo dados oficiais.

De acordo com o Ministério do Trabalho e da Segurança Social, a cobrança coerciva contribuiu para o crescimento da receita, fruto das medidas introduzidas no início do ano no âmbito do combate à fraude e evasão contributiva. No âmbito das receitas, o ministério destaca ainda o crescimento verificado ao nível das contribuições nos primeiros cinco meses do ano, com especial relevância para a taxa de crescimento verificada durante o mês de maio.

As receitas da Segurança Social em contribuições e quotizações registaram um crescimento homólogo face ao mês de maio de 2010 de cerca de 4,3 por cento.

Em declarações à Lusa, o presidente do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, José Gaspar, explicou que este resultado "revela-se ainda mais importante tendo em conta a conjuntura difícil", contribuindo assim "para as contas públicas e para a estabilidade da Segurança Social".

Este bom desempenho, segundo o ministério, revela que as entidades empregadoras continuam a cumprir as suas obrigações contributivas perante a Segurança Social, e por outro lado, uma maior eficiência no processo de cobrança de dívidas à Segurança Social.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG