Ministro da Economia promete "novidades" para breve no setor mineiro

O ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira, afirmou hoje que, nas próximas semanas, haverá novidades no sector mineiro em Portugal.

"Nas próximas semanas, teremos certamente mais novidades", disse aos jornalistas o ministro, falando no final da assinatura de dez contratos para a exploração de minérios metálicos em Portugal com sete empresas portuguesas e estrangeiras, num investimento que ascenderá a 8,6 milhões de euros. Por outro lado, o secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes, admitiu a possibilidade de rever contratos nos sectores mineiro ou energético, nos casos em que isso seja "possível", de forma a melhorar as contrapartidas para Portugal.

Questionado pelos jornalistas sobre que empresas e em que áreas é que poderia rever-se contratos, o secretário de Estado não deu pormenores, mas disse que há novas iniciativas na zona de pirites alentejanas, e que há concessões que serão analisadas. Henrique Gomes deu ainda o exemplo do contrato renegociado há 15 dias com a Repsol, que permitiu ao Estado elevar as contrapartidas. Durante a sessão de assinaturas, o presidente executivo da Eurocolt, empresa criada em Portugal pela Colt Resources, disse que o investimento da empresa no projeto no Alentejo representa 53 milhões de euros e a criação de mais de 150 empregos diretos.

"Viemos para ficar em Portugal. O nosso objectivo é ser uma empresa mineira", disse Jorge Valente. A Iberian Resources/Colt Resources, representada por Jorge Valente, assinou hoje um acordo para concessão experimental do ouro nos concelhos de Montemor-o-Novo e Évora, com um investimento previsto de três milhões de euros nos próximos três anos. A Eurocolt Resources assinou também outros dois protocolos para prospecção e pesquisa de minerais metálicos em Montemor-o-Novo e Cedovim (Vila Nova de Foz Côa).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG