TAP gastou 123 milhões para poder vender a Groundforce

Transportadora estatal converteu empréstimos concedidos à operadora de handling em dinheiro para limpar passivo e cumprir requisitos para concurso às licenças de assistência em terra no Porto e em Lisboa.

O "Público" escreve que a TAP injectou mais de 123 milhões de euros na Groundforce este ano, na sequência do acordo para vender a operadora de handling ao grupo Urbanos. A operação, que funcionou em grande parte através de uma conversão de empréstimos, serviu para limpar o passivo da participada e tirar os seus capitais próprios do vermelho. Uma condição indispensável para que esta pudesse concorrer às licenças de assistência em terra que estão prestes a ser atribuidas. Só que a alienação ao novo investidor ainda aguarda pelo aval do Governo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG