Soares diz que "Governo tem chantageado" Paulo Portas

Em entrevista, Mário Soares afirma que "todos sentem que é necessário acabar com a austeridade e derrubar o Governo" e que "Paulo Portas só não sai do Executivo porque tem sido chantageado com o processo dos submarinos".

Em entrevista hoje ao "jornal i" o ex-presidente da República Mário Soares, que conseguiu reunir para depois de amanhã, quinta-feira, uma reunião de esquerda contra a austeridade com as direções do PS, PCP e Bloco de Esquerda, afirma que "é importante que se juntem pessoas de esquerda, que se afirmem contra a austeridade e considerem que é fundamental e urgente que o atual governo se demita", adiantando que "todos sentem que é necessário acabar com a austeridade já e derrubar o governo, que tem vindo a arruinar a pátria, criando mais de um milhão de desempregados, o empobrecimento geral e a destruição do Estado social".

"... Paulo Portas tem sido chantageado no governo por causa dos submarinos e dos carros de combate Pandur (...) E isso obriga-o a continuar no governo. O medo é que manda na vinha..."

Mário Soares afirma ainda que "é preciso coragem e ser capaz de bater com o punho na mesa da troika. Este governo é subserviente em relação à troika e à sra. Merkel. Mas a sra. Merkel, agora, está a mudar, porque a Alemanha corre o risco de entrar em recessão".

"...Durão Barroso tem variado muito, segundo os ventos. E, hoje, poucos dos seus pares o tomarão a sério..."

"...Acho que Barack Obama não pode deixar morrer a União Europeia e deixar que a crise do euro e da UE caiam no abismo..."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG