Seis anos de cadeia por violar uma ucraniana na rua

Cozinheiro do Porto já tinha cadastro pelo mesmo crime e tem de indemnizar a vítima em mais de 30 mil euros.

O "Jornal mde Notícias" escreve hoje que "seis anos e seis meses de prisão foi a pena aplicada, ontem, a um cozinheiro, de 31 anos, pela violação de uma cidadã ucraniana, ocorrida na Rua Damião de Góis, no Porto, em maio do ano passado. Pedro Silva terá também de indemnizar a vítima em mais de 30 mil euros".

Segundo o jornal, "na madrugada de 21 de maio, os dois saíram de um bar e acabaram num recanto entre prédios. O tribunal deu como assente que, inicialmente, a ucraniana acompanhou o individuo de livre vontade, pois "não contava com o que ia acontecer". Durante o encontro, Pedro Silva terá agredido e obrigado a vítima, de 45 anos, a atos sexuais. bastante maltratada, teve de receber tratamento hospitalar. O tribunal classificou como credíveis as declarações da agredida, sustentadas pelos exames periciais, que revelaram ferimentos consentâneos com agressões sexuais e reações de auto-defesa. Já a versão do arguido - de que se limitou a dar "duas chapadas" à mulher e que apenas houve sexo oral consentido - não foram consideradas lógicas".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG