Ricardo Salgado recebeu presente de 14 milhões

Ricardo Salgado nunca deu explicações públicas sobre as transferências feitas pelo construtor José Guilherme para a Savoices, a sua sociedade offshore. Nem perante a família esclareceu a razão destes rendimentos, que não foram de 8,5 milhões de euros, mas sim 14.

Este dinheiro foi a razão por que teve de corrigir a sua declaração de IRS de 2011, e que o obrigaram a aderir ao Regime Excecional de Regularização Tributária (RERT), em 2012.

Ricardo Salgado teve de dar explicações ao Banco de Portugal e ao Departamento Central de Investigação e Ação Penal. Terá explicação simples: foi uma oferta em dinheiro de um construtor agradecido pelos conselhos do banqueiro e é um ato com enquadramento jurídico e nome ("liberalidade"), explica o "Jornal de Negócios", a partir da pré-publicação do livro "O Último Banqueiro", da autoria das jornalistas Maria João Gago e Maria João Babo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG