Redução histórica de prejuízos na Carris em 2013 feita graças a swaps

Escreve hoje o Público que a Carris suspendeu pagamentos ao Santander, no valor de seis milhões de euros, por causa do litígio entre o banco e o Estado.

Foram várias, e quase sempre negativas - tóxicos, problemáticos, especulativos -, as classificações dadas aos swaps subscritos por empresas públicas, que há um ano levaram à demissão de membros do Governo e de gestores.

Mas, escreve o Público, na Carris, foi precisamente a contratação destes derivados que permitiu uma redução histórica do prejuízo em 2013, para sete milhões de euros. No ano passado, os quatro contratos ativos na transportadora do Estado tiveram uma valorização de quase 40 milhões, apesar de ainda acumularem perdas potenciais.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG