Receitas escritas deixam de ser validadas a partir de hoje

As receitas de medicamentos escritas pela mão do médico perdem a sua validade a partir de hoje, dia em que entra em vigor a obrigatoriedade da prescrição electrónica.

Segundo o "Diário Económico", os utentes que tentaram comprar medicamentos nas farmácias com uma receita passada à mão perdem a comparticipação do Estado e terão de pagar a factura por inteiro.

Mas há excepções para os médicos que se declarem info-excluídos (incapazes de trabalhar com o computador). Nestes casos, os clínicos terão de se registar na Ordem dos Médicos, para que possam receber uma receita homóloga que passe nas farmácias. De acordo com a OM, cerca de mil médicos já pediram o regime de excepção às receitas electrónicas, num universo de cerca de 40 mil clínicos a exercer em Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG