PSD/CDS e PS votam muito em sintonia na Europa

Estudo mostra que principais partidos pouco se diferenciam nas votações no Parlamento Europeu.

O "Público" escreve hoje que "numa campanha eleitoral, como a que agora decorre, as diferenças são ruidosas. Parecem, até, irredutíveis. Os candidatos exibem o seu desdém pelos adversários. Rangel critica Assis, Assis critica Rangel. Nuno Melo zurze nos "socialistas". Contudo, o mandato propriamente dito mostra algo bem diferente. "A prática do consenso faz com que a legislação seja muitas vezes aprovada por maiorias esmagadoras, em que todos os eurodeputados de um país votam no mesmo sentido". Esta é uma das conclusões de um estudo realizado pelos politólogos Richard Rose e Alexander Trechsel, do Instituto Universitário Europeu. "Duas em cada três vezes isso faz com que os grupos do Partido Popular e dos Socialistas votem da mesma maneira; estes são os dois grupos aos quais pertencem quatro quintos dos eurodeputados portugueses". Ou seja, depois de eleitos, os eurodeputados do PSD, do CDS e do PS estão de acordo, em média, duas em cada três vezes que são chamados a votar".

Exclusivos