Professores abandonaram vítimas de abuso sexual

Apesar das perícias psicológicas e físicas confirmarem os abusos, três docentes do externato acusaram os menores de serem mentirosos e de terem montado uma armadilha contra o padre Luís Miguel Mendes.

O "Correio da Manhã" escreve hoje que "os professores do Externato Nossa Senhora dos Remédios, na Covilhã, abandonaram os alunos que acusaram o padre Luís Miguel Mendes, condenado a dez anos de cadeia por abusar de seis rapazes entre os 13 e os 16 anos. No Tribunal do Fundão, as docentes defenderam o padre e admitiram que desde a prisão deste evitaram ter contacto com os nenores. Apelidaram os alunos de mentirosos, isto apesar de as perícias psicológicas e físicas confirmarem os abusos. Os depoimentos são usados pelo padre no recurso para a Relação de Coimbra, onde pede a absolvição".

Exclusivos