Procuradoria abre inquérito a altos dirigentes angolanos

O departamento Central de Investigação de Ação Penal (DCIAP), abriu um inquérito-crime contra três dirigentes angolanos, que estão a ser investigados por suspeita de branqueamento.

Manuel Vicente, vice-presidente de Angola e ex-número um da petrolífera Sonangol, Hélder Vieira Dias, mais conhecido por "Kopelipa", ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança de José Eduardo dos Santos, e Leopoldino Nascimento, consultor do ministro de Estado, são os três altos dirigente do regime angolano que estão a ser investigados pelo Ministério Público português, por crimes económicos, notícia o Expresso.

O DCIAP abriu um inquérito-crime para investigar indícios de fraude fiscal e branqueamento de capitais.

Nenhum dos três foi constituído arguido ou foi ouvido no âmbito deste processo, que ainda está em fase inicial. Manuel Vicente diz estar de consciência tranquila, adianta o Expresso.

Exclusivos