Privatizações vão atingir os oito mil milhões de euros

Receita com a venda de empresas públicas deve ficar 60% acima da meta definida. Caixa Geral de Depósitos apresenta até ao fim do ano o parecer sobre a venda dos seguros. A TAP está em espera.

O semanário "Sol" escreve hoje que "as privatizações previstas para o próximo ano deverão fazer com que as receitas com a venda de empresas públicas durante o programa de ajustamento atinjam mais de oito mil milhões de euros - 60% acima do acordado com a troika em Maio de 2011. Com a EDP, a REN, a ANA e os CTT já vendidos, segue-se a Caixa Seguros. No início da semana, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) recebeu as propostas vinculativas para a compra do braço segurador do grupo, que inclui ativos como a Fidelidade, a Multicare ou o negócio da OK Teleseguros".

Segundo o semanário, "dois interessados formalizaram intenções de compra: o fundo de investimento dos EUA Apollo Global Management e o Fosum International, conglomerado chinês presente em vários sectores, entre oa quais o segurador. Ambas as propostas são supeirores a mil milhões de euros".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG