Preço mais alto do peixe compensou queda das vendas

O peixe transacionado em lota caiu quase 7%, sobretudo por causa da redução da extração de sardinha. Mas como está mais caro, o valor global nos leilões aumentou ligeiramente.

A explicação para este facto reside no aumento do preço médio a que as capturas foram vendidas, num contexto de redução da oferta para um mesmo padrão de procura. No ano passado, segundo dados da Docapesca - a entidade pública que gere as lotas nacionais - passaram pelos leilões de pescado 120 mil toneladas de peixe, cerca de nove mil toneladas abaixo do que fora alcançado em 2011. Mesmo assim, o valor global da transação aumentou residualmente, de 201,8 milhões de euros para 201,8 milhões de euros.

De acordo com a edição de hoje do jornal "Público", isto significa que o preço médio do pescado transacionado em lota, em 2012, acabou por aumentar cerca de 12 cêntimos por quilo face ao valor apurado para o ano precedente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG