Portugal perde 535 empregos por dia

Portugal vive a maior crise desde o 25 de Abril de 1974, com o Produto Interno Bruto a cair 3,2%. Abrandamento das exportações e deslize no consumo das famílias arrasam contas nacionais.

O "Correio da Manhã" escreve na sua edição de hoje que "no espaço de um ano, Portugal viu desaparecerem 196.100 postos de trabalho à conta da crise, o equivalente a uma destruição de 535 empregos por dia. Os números foram ontem divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e mostram que o País está a atravessar a maior recessão desde o 25 de Abril de 1974".

Segundo o jornal, "as contas nacionais apontam para uma quebra no Produto Interno Bruto (PIB) de 3,2 por cento em 2012, quando comparado com o ano anterior. Nunca em democracia a riqueza produzida registou valores tão baixos como no ano passado".

Exclusivos