"Portugal não vai seguir o caminho da Grécia"

Em entrevista ao jornal "Expresso", Christine Lagarde mostra-se absolutamente convencida de que Portugal não vai seguir o mesmo caminho da Grécia. Mas se o regresso aos mercados não correr como esperado, está confiante que os parceiros europeus estarão lá para apoiar.

Mesmo a eventual derrapagem nas metas de défice em 2013 não é uma preocupação, o que importa são as metas estruturais. A diretora-geral do FMI diz ainda que a maior surpresa que teve "foi a determinação coletiva do país na recuperação" e um das desilusões o facto de "não se ter previsto a inconstitucionalidade de algumas medidas propostas no passado".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG