Pensões mais altas levam corte de 90%

As tabelas de retenção de IRS, publicadas esta semana, e a Contribuição Extraordinária de Solidariedade vão implicar cortes nas pensões milionárias de quase 90%. Cabe agora ao Tribunal Constitucional decidir se estas medidas podem avançar.

A retenção na fonte do IRS e a contribuição extraordinária vão dar uma tesourada valente nas pensões mais elevadas, diz o "Jornal de Negócios" na sua edição de hoje. Quem, por exemplo, tenham uma reforma bruta (ou um conjunto de reformas) de 50.000 euros, deverá chegar ao final do mês com apenas 15% desse valor na carteira, deixando pelo caminho 42 500 euros para o Estado.

É mais um rastilho na discussão sobre o confisco que as medidas tributárias podem representar para os pensionistas mais abastados e que já está nas mãos do Tribunal Constitucional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG