Pai de Passos Coelho aconselha filho a demitir-se

O pai do primeiro-ministro confessa que a família não gostou que Pedro Passos Coelho tivesse ido para o Governo.

O "jornal i" escreve hoje que "a pouco mais de uma semana de completar 87 anos, António Passos Coelho, pai do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, prevê que "o Governo perde as eleições porque estes desígnios da austeridade são tramados". O médico relembra que nunca quis ver o filho nos meandros da política: "nunca gostámos que ele fosse para onde foi, porque a ideia cá em casa, na família, é que isto não tem concerto. Há muitos anos, não é de agora", diz.

Segundo o jornal, há pouco mais de dois anos, em plena campanha eleitoral, António Passos Coelho deixava um recado ao filho: "Vais-te lixar", anteviu, guardando para si uma segunda previsão. "Toda a gente que está aqui vai vaiar-te. Agora estão aqui todos contigo, mas daqui a um ano vão vaiar-te. Não disse isto porque parecia mal na altura", recorda.

O pai do primeiro-ministro assegura ainda que quando Passos Coelho abandonar o Governo "a gente vai fazer uma festa, cá na família, quando ele se vir livre disto. Vamos fazer uma festa, nem queira saber", garante.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG