Os 120 mil novos empregos de Passos são apenas 22 mil

Entre janeiro e setembro foram criados 21,8 mil empregos, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), ao contrário dos 120 mil de que Passos Coelho falou na mensagem de Natal.

Passos Coelho assegurou, na sua mensagem de dia 25, que em 2013 a "estratégia abrangente" começou a "dar os primeiros frutos" e, entre esses, colocava a criação de "120 mil novos postos de trabalho" que nas contas do jornal "i" só seriam reais descontandos os primeros três meses do ano. Entre janeiro e março perderam 100 mil empregos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG