Optimus quer avançar com internacionalização

A operadora Optimus está a avaliar formas de avançar para o mercado internacional. O processo está ainda na fase de identificação de oportunidades, mas um dado é certo: a avançar com o projecto, a operadora da Sonaecom não quer fazer um investimento avultado em operações noutros países.

Para já, não está definido qualquer mercado prioritário, nem excluída nenhuma geografia, incluindo a Europa. Por outro lado, a forma de aplicar as competências da Optimus também está em estudo e tudo está em cima da mesa, desde parcerias ao fornecimento de serviços sobre a infra-estrutura do operador local.

Segundo o "Diário Económico", a aposta na internacionalização pode ser uma forma de a operadora contornar o abrandamento do crescimento no mercado nacional, devido ao actual contexto macroeconómico e à propria maturidade do mercado. Apesar de ter apresentado resultados históricos no semestre, as receitas têm vindo a cair. A Optimus sofreu uma redução de 3,7% nas receitas semestrais, para 368,9 milhões de euros. Já o lucro cresceu 68,6% para 33,6 milhões de euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG